12/03/2012 – Até quando persistirá o ‘boom’ das franquias?

*Batista Gigliotti

Valores astronômicos, marcas renomadas, perspectivas favoráveis de crescimento do setor, modalidade de negócio testada e aprovada por outros empreendedores e vantagens de pertencer a alguma bandeira com tradição e marketing no mercado. Essas são apenas algumas das muitas vantagens que as franquias oferecem a seus franqueados. Porém, quando o mercado está tão aquecido é comum os mais antenados conterem a euforia e perguntarem: será que essa tendência (de crescimento do franchising) se sustentará por muito tempo?

De acordo com a Associação Brasileira de Franchising (ABF), o número de redes em operação no País cresceu 12,9% em 2010. já quantidade de unidades chegou a 86.365, o que representa um aumento de 8%. O faruamento do setor cresceu 20,4% em relação ao ano anterior, alcançando a marca de R$ 76 bilhões, contra R$ 63 bilhões de 2009. Para 2011 a perspectiva de crescimento é de 15% em relação ao faturamento, 8% de crescimento no número de redes e, aproximadamente, nove mil novas lojas no mercado. Além disso, o segmento que há anos está tendo um crescimento constante, transmite credibilidade para o investidor.

A tendência deve continuar e pode até se acelerar se tivermos mais linhas de crédito e de financiamento, como têm feito os Estados Unidos desde 1945. Não é para menos que, apesar do crescimento agressivo do mercado de franquias brasileiro, o número de unidades franqueadas ainda é apenas de 15% do número existente no mercado norte-americano.

Por outro lado, munidos de mais informações, é comum que os interessados em ter uma franquia se deparem com algumas dúvidas antes de escolher o negócio ideal. Os empreendedores estão cada vez mais informados antes de colocarem seus investimentos em determinadas franquias. Com informações detalhadas sobre a rede, fica mais fácil mostrar para ele o possível cenário que terá pela frente. Entretanto, em alguns aspectos, as informações colhidas de todos os lados dificultam, já que alguns mitos são criados para iludir o empresário a fim de ter sucesso.

Dentre muitos desafios, o empreendedor tende a aceitar que localizar um ponto comercial estratégico já é o bastante para ter sucesso no setor. Mesmo com uma marca reconhecida no mercado, é preciso batalhar para seu negócio ter resultados positivos. Inclusive, ter um plano de negócios apropriado, planejamento de ações, entre outras estratégias que devem ser realizadas com cautela.

Por fim, é nítido que o segmento ainda possui um grande espaço para expandir. Seja em cidades interioranas ou em regiões periféricas dos grandes centros urbanos, existem muitas opções para investir. Outro fator que comprova essa expansão duradoura é que o número de lojas independentes (não franqueadas) representam apenas 30% do total nos centros varejistas (shopping centers), segundo estimativas da ABF.

*Batista Gigliotti é mestre em administração e professor dos cursos de pós-graduação da EAESP-FGV, Senac, Anhembi e Ibmec/Veris.
Fonte: Revista Franquia & Negócios. Out/nov 2011. Pág. 102.

Anúncios

0 Responses to “12/03/2012 – Até quando persistirá o ‘boom’ das franquias?”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s




Siga-nos

Estatísticas do Site

  • 38,685 Acessos

Clique para assinar este blog e receber notificações de novos artigos por email

Junte-se a 8 outros seguidores

Agenda

março 2012
S T Q Q S S D
« fev   abr »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  
Anúncios

%d blogueiros gostam disto: