30/11/2011 – Para crescer, quebrei todos os padrões

Por: Marisa Adán Gil

À frente da Gran Sapore, Daniel Mendez revolucionou o mercado dos restaurantes corporativos. Ele aboliu o sistema de self-service, criou praças de alimentação dentro das empresas e instalou equipamentos eletrônicos para avaliar a reação imediata do cliente. O empresário, que faturou R$ 900 milhões em 2010, pretende agora transformar os espaços de alimentação em pequenos shopping centers.

FOCO NO CLIENTE – “Depois de trabalhar durante cinco anos em uma empresa de restaurantes corporativos de Porto Alegre, cheguei à conclusão de que estava na hora de abrir meu próprio negócio. O que me motivou a fundar a Gran Sapore, em 1992, foi a vontade de oferecer um serviço diferente para o cliente. Queria abolir de vez o sistema de self-service e criar outras opções de alimentação dentro do mundo corporativo.”

INOVAÇÃO CONSTANTE – “Aos poucos, fui quebrando todos os padrões. Para começar, introduzimos o sistema de combos, com preços variados. Dessa maneira, os funcionários poderiam escolher o grupo de produtos que queriam consumir, sem desperdício. Depois, criamos as praças de alimentação, com várias marcas de restaurantes no mesmo espaço, dentro das empresas. Há oito anos, passamos a trabalhar com produtos processados e pré-processados, para que o foco ficasse na finalização da refeição. Essa foi uma das mudanças mais difíceis: foi preciso treinar o pessoal para lidar com esse tipo de produto, que exige cuidados especiais.”

CIRURGIA PLÁSTICA – “Para inovar, é preciso mudar o modelo mental, fazer um trabalho de convencimento. Qualquer mudança é como uma cirurgia plástica. Produz uma mudança para melhor, mas o começo é terrível, já que a resistência é sempre muito grande. Meu conselho para os empresários: não esmorecer, não desistir. Se ele se mantiver firme no objetivo, vai acabar lucrando.”

GOVERNANÇA – “Em 2001, a Gran Sapore faturava cerca de R$ 160 milhões, mas o lucro era baixo. Decidi propor uma sociedade ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), mas, antes disso, precisávamos melhorar a gestão. Fizemos ajustes e, em 2003, o banco decidiu injetar R$ 20 milhões na empresa. Com a entrada do BNDES, que ficou com 20% das ações, adotamos práticas de governança corporativa e os resultados melhoraram.”

SHOPPING CENTER – “A Gran Sapore já atua no México e na Colômbia, e está tudo pronto para irmos também para a Argentina e o Peru. Mas nosso foco continua mesmo no Brasil. O próximo projeto é transformar os espaços de alimentação das empresas em shopping centers — além dos restaurantes, haveria outras conveniências, como bancos, por exemplo. Esperamos colocar a ideia em prática em cerca de três anos.”

GRAN SAPORE

O QUE É: empresa especializada em restaurantes corporativos
ESTRUTURA: 15 mil funcionários, trabalhando em mais de 1.100 restaurantes por todo o país. A empresa tem sede em Campinas (SP) e dez escritórios espalhados pelo Brasil
FATURAMENTO em 2010: R$ 900 milhões

Anúncios

0 Responses to “30/11/2011 – Para crescer, quebrei todos os padrões”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s




Siga-nos

Estatísticas do Site

  • 40.774 Acessos

Clique para assinar este blog e receber notificações de novos artigos por email

Junte-se a 8 outros seguidores

Agenda

novembro 2011
S T Q Q S S D
« out   dez »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  
Anúncios

%d blogueiros gostam disto: